Safra de café deve chegar a 42,15 milhões de sacas em 2015, segundo a Conab

O Brasil deve colher 42,15 milhões de sacas de 60 quilos de café em 2015. A safra brasileira será 7% menor em relação a produção do ano anterior, que foi 45,34 milhões de sacas. Os números foram divulgados nesta terça-feira (29.09) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Em relação ao levantamento de 44,28 milhões de sacas, divulgado em maio, a Conab apontou nova redução de 4,8%, o que corresponde a menos 2,1 milhões de sacas. “Essa se deve, principalmente, à queda na carga produtiva de café em coco, mensurada por ocasião da colheita, além da redução no rendimento do café no beneficiamento”, informa nota emitada pelo órgão. O levantamento foi realizado entre os dias 2 e 15 do mês passado.

Café Arábica
O café arábica, que representa 74,2% da produção total do Brasil, foi estimada em 31,3 milhões de sacas, ou seja, 3,1% a menos do que em relação ao ciclo passado. A queda foi provocada, principalmente, pela queda da produção no Cerrado Mineiro e em São Paulo. Porém, o café arábica registrou ganho de produção na Zona da Mata Mineira, Paraná, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Café Conilon 
Já a safra de conilon (robusta) foi estimada em 10,9 milhões de sacas, representando uma redução de 16,7%. Esse resultado deve-se, principalmente, A queda da produção no Espírito Santo causada pela estiagem é apontada como princiapl fator. O estado capixaba é maior produtor da espécie no País. Em contrapartida, em Rondônia e na Bahia, segundo e terceiro maiores produtores, apresentaram ganho de produção de conilon puxado pelas condições climáticas favoráveis durante todo o ciclo do grão.

Área
Com relação à área total plantada no país (espécies arábica e conilon), a Conab apura que totaliza 2.246,7 mil hectares, 0,4% inferior à da safra passada e corresponde à redução de 8.455,6 hectares. Desse total, 316,6 mil hectares (14,1%) estão em formação e 1.930,1 mil hectares (85,9%) estão em produção.

 

Agrolink