Plantio de sementes na hidroponia

HidroponiaA hidroponia, técnica que utiliza a água para o plantio, é uma boa opção para aqueles que querem cultivar plantas. A semeadura deste tipo de cultivo é mais simples e barata do que o plantio na terra, já que o seu meio de cultura é constituído por partículas mais uniformes no tamanho. A água possui também, outras vantagens: ela contém um teor mais regular e adequado no interior do recipiente, além de proporcionar um meio de cultura livre de contaminações. Além disto, a semente precisa de nada mais do que uma pequena cobertura para estar protegida da luz.

Porém, deve-se evitar o excesso de água nas sementes recém-plantadas: os grânulos que as cobrem devem estar umedecidos tal como uma esponja ligeiramente torcida. Jardineiros inexperientes devem optar por plantas de fácil cultivo, como alface ou tomate-anão.

Uma bandeja hidropônica, que conterá, além de água, os sais minerais (grânulos) necessários para o desenvolvimento do vegetal, é o recipiente ideal para o cultivo. Nela, fazem-se pequenos buracos de 1 cm a 1,5 cm nos grânulos com a ajuda de um lápis ou faca; o espaçamento entre eles varia de acordo com o tamanho das sementes que serão colocadas neles. Em seguida, nivela-se o meio de cultura até que sua camada de cobertura tenha até 6 mm de espessura (esta é a profundidade máxima que sementes de verduras e flores devem ser plantadas).

Se as sementes forem muito pequenas, o melhor é remover um pouco dos grânulos da superfície, espalhar as sementes e, então, cobri-las com uma fina camada de grânulos. O uso de areia pode ajudar o jardineiro a distribuir as sementes menores de maneira mais uniforme.

É importante nivelar a superfície dos grânulos após o plantio, para que se evite que alguma semente fique descoberta. Recomenda-se que se faça uma irrigação com um chuveiro de regador logo após.

Fonte: Rural News