Etanol representou 56,79% da produção na 2ª quinzena de agosto

canaA proporção de cana destinada à fabricação de açúcar na segunda quinzena de agosto pelas unidades produtoras do Centro-Sul atingiu 43,21%, abaixo dos 45,26% de igual intervalo do ano passado. Consequentemente, o porcentual destinado ao etanol passou de 54,74% para 56,79% entre os períodos, de acordo com a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).

Com isso, a produção de açúcar nos últimos 15 dias de agosto atingiu 2,84 milhões de toneladas, recuo de 5,95% em relação às 3,02 milhões de toneladas verificadas em igual data do último ano. A produção de etanol, em sentido contrário, aumentou 2,36% na segunda quinzena de agosto, alcançando 2,29 bilhões de litros este ano contra 2,25 bilhões de litros no mesmo período de 2014. Do total, 920,27 milhões de litros foram de anidro (-4,15%) e 1,38 bilhão de litros de hidratado (+7,23%).

Para o diretor técnico da entidade, Antonio de Padua Rodrigues, “as chuvas observadas na primeira quinzena de setembro devem intensificar o mix de produção mais alcooleiro e dificultar o avanço da moagem”. Em períodos mais úmidos, a matéria-prima perde qualidade e fica mais difícil e caro produzir açúcar, explicou.

No acumulado da safra 2015/16 até 1º de setembro, a produção de açúcar alcançou 19,2 milhões de toneladas (-8,31%). A produção de etanol, por sua vez, totalizou 16,65 bilhões de litros (+3,15%), sendo 10,56 bilhões de litros de hidratado (+15,22%) e 6,1 bilhões de litros de anidro (-12,69%).

“Estamos com mais de 60% da safra concluída e a produção de açúcar continua com defasagem superior a 1,7 milhão de toneladas no comparativo com o ciclo anterior, indicando que a migração para etanol ao final da safra 2015/16 será superior àquela esperada no início do ano”, ressaltou o diretor da Única.

Fonte: Globo Rural