DSM mostra suplementos nutricionais que aumentam a produção das vacas leiteiras

Suplementos nutricionais que agregam as tecnologias da DSM e dos Minerais Tortuga serão apresentados pela equipe técnica da empresa durante a ExpoFrísia, de 27 a 29/4, em Carambeí (PR).

A participação da DSM será um dos pontos altos da ExpoFrísia 2016, que será organizada pela Frísia Cooperativa Agroindustrial de 27 a 29 de abril no Pavilhão de Exposições Frísia, em Carambeí (PR). A empresa, detentora da marca Tortuga, mostrará aos visitantes os detalhes e diferenciais do Bovigold RumiStarTM, com novas tecnologias de suplementação nutricional, os produtores que já atuam com altos índices de tecnificação e que têm plantéis altamente produtivos, percebem aumento de produção a partir de 3%. A companhia também mostrará os suplementos indicados para o período de transição da vaca, o Bovigold Beta Pré e Pós-Parto.

Os produtos expostos pela equipe da companhia no evento, conforme lembra o supervisor da empresa na região, Reginaldo Fernandes, agregam as tecnologias da DSM, líder mundial em vitaminas e produtora de ingredientes para nutrição, e dos Minerais Tortuga, famosos na pecuária por contribuírem para aumentar os índices zootécnicos dos animais. E, para que os produtores possam tirar todas as dúvidas sobre estas tecnologias, o assistente técnico da DSM, Leopoldo Los, fará uma apresentação durante o simpósio que será realizado durante a feira.

Produção de leite superior
Indicado para o preparo de suplementação mineral e vitamínica de vacas leiteiras, o Bovigold RumiStarTM aumenta a produção de leite. Trata-se do primeiro núcleo mineral vitamínico com enzimas para vacas de leite, que aumenta a produção por animal, com saúde e desempenho reprodutivo.

O Bovigold RumiStarTM é uma tecnologia importante para a promoção estratégica do aumento da eficiência alimentar, um fator relevante principalmente quando se leva em consideração o fato de o custo com a alimentação ser o principal fator para determinar a rentabilidade da atividade leiteira, podendo chegar a 60% do custo de produção do leite.

 

Agrolink com informações de assessoria