Demanda aquecida e baixa oferta mantêm preços do milho em alta

O Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) continua em elevação, influenciado pela combinação de demanda aquecida e oferta limitada.

De 6 a 13 de março, o Indicador subiu 4,12%, fechando a R$ 57,58/saca de 60 kg nessa sexta-feira, 13, renovando a máxima nominal histórica da série do Cepea, iniciada em 2004.

Segundo pesquisadores, apesar de a colheita da safra de verão estar avançando no Sul do País, devido ao clima favorável, muitos produtores seguem preferindo negociar a soja em detrimento do milho, limitando a oferta do cereal.