Compra externa de trigo já bateu recorde na Argentina

Clientes externos da Argentina compraram 13,6 milhões de toneladas de trigo, um número que já supera a campanha anterior. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Pesca informou a comercialização interna de cereais e oleaginosas na semana que terminou em 15 de janeiro.

“Isso implica que o volume da campanha 19/20 já excede o total de compras de exportadores no ciclo 18/19, levando em consideração que ainda faltam quase 11 meses para a próxima colheita”, indicou a equipe de análise do Agrofy.

Nesse sentido, o mercado disponível permanece firme diante das necessidades dos compradores e apoiado nos preços internacionais. Os números mostram que a campanha do trigo 2019/2020 já é comercializada em 80% da produção estimada pela Bolsa de Cereais de Buenos Aires em 18,8 milhões de toneladas.

Dos 15,1 milhões de toneladas negociadas, a exportação comprou 13,6 milhões, o que completaria o saldo exportável estimado para a campanha atual. “Esse volume implica um recorde no ritmo de compras”, destacam.

Na última semana, foram comercializados 288.000 toneladas de trigo , valor em linha com as semanas anteriores e os negócios a um preço somam 12,9 milhões de toneladas (69% da produção). Na soja, 26% da produção da campanha 2019/2020 já foi negociada, enquanto no milho o número sobe para 37%, o que marca avanços históricos nos ritmos de marketing.

Os embarques de trigo argentino para a Ásia devem subir para níveis recorde nos próximos dois meses, à medida que a seca impacta negativamente a produção da Austrália e os estoques no Mar Negro ficam mais apertados, disseram duas fontes comerciais para a agência de notícias Reuters.