Comercialização da soja chega a 57,8%

A comercialização da safra 2019/20 de soja registrou forte avanço em fevereiro, atingindo um percentual de 57,8%, segundo algumas projeções da Consultoria DATAGRO. As projeções indicam que, diante da estimativa de produção da oleaginosa de 123,62 milhões de t na temporada, o total compromissado atingiu 71,43 milhões de toneladas.

“O esperado comportamento negativo médio dos preços foi confirmado, especialmente nas duas primeiras semanas de fevereiro. Mas a melhora das cotações na segunda parte do mês, e nos primeiros dias de março, fez com que os produtores retomassem com força o interesse de venda. Especialmente aqueles que tinham maiores necessidades de alavancagem de recursos nas próximas semanas”, afirma Flávio França Junior, coordenador da DATAGRO Grãos.

Em comparações com outros anos, em igual período da temporada 2018/19, a comercialização da soja no Brasil registrava 44,2% da produção. A média dos últimos cinco anos é de 45,7%. “Os negócios da safra 2019/20 são fechados antecipadamente, uma vez que a colheita da temporada estava até o dia 6 de março em 54,8% da área esperada em todo o Brasil”, indicou a DATAGRO por meio de sua assessoria de imprensa.

Segundo as estimativas, na safra 2020/21 de soja, as vendas também estão acima do padrão dos últimos anos com 11,8% “de compromissamento antecipado pelos produtores brasileiros”. “Esse fluxo representa um recorde para o período, ficando superior aos 2,0% em igual momento de 2019 e também acima dos 1,5% da média de cinco anos. Como ainda não há levantamento de campo para a produção da próxima temporada, foi utilizado como referência um exercício estatístico com aumento de área em 1,6% e de produção em 4,3%, para 128,90 milhões de t”, conclui.