Brasileiros conhecem funcionamento da cadeia americana do leite

Um grupo de 22 brasileiros passou uma semana nos Estados Unidos para acompanhar de perto o funcionamento cadeia leiteira americana. Na comitiva,  técnicos e produtores clientes da ABS Pecplan dos estados de Goiás, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. O  roteiro, promovido anualmente pela empresa, tem como objetivo proporcionar o acesso ao que há de mais moderno  e eficiente na pecuária leiteira mundial, incluindo atualização sobre as novidades do mercado.

A viagem entre os dias 28 de setembro e 5 de outubro incluiu desde visitas a propriedades rurais até passagem pela maior feira de leite do mundo: a WDE – World Dairy Expo 2015, que acontece em Madison. “Sem dúvida, é uma semana de muito aprendizado para quem trabalha dentro do segmento de leite. Nas fazendas, verificamos os  sistemas produção, manejo, sanidade, nutrição e genética. Na WDE,  vimos que a exposição não é só a maior em termos de quantidade de animais, como também em inovações e tecnologias do setor”, destaca Marcello Mamedes, gerente de Produto Leite Europeu da ABS Pecplan.

Este ano, o roteiro também ofereceu  a duas unidades da ABS Global, onde o grupo pôde ver de perto o alto grau de qualidade em todos os setores de produção até o congelamento do sêmen. “Apresentamos para os participantes o direcionamento da seleção genética da ABS para produzir animais cada dia mais eficientes economicamente o que foi muito elogiado pelos participantes e creio que novamente estamos na vanguarda com este enfoque”, comenta Klaus Hanser de Freitas, Gerente de Produto da ABS na América Latina.

Ana Marta Ferraz Matsubara e o pai Paulo Fontão acompanharam o tour da ABS pela primeira vez. A família, que cria holandês e girolando na Fazenda Fontão, Montividiu(GO), voltou encantada. “Gostamos muito. O que mais me chamou atenção foi a organização e o modo de trabalho das fazendas americanas. Aprendemos muito com as tecnologias que vimos na WDE e com as pessoas que conhecemos. Valeu a pena”, relata a cliente ABS.

Juliano Montenegro, da Girolando Montenegro, de Natal (Rio Grande do Norte) também ficou impressionado com o tour.”É sensacional, pois conhecemos a realidade dos produtores americanos e, principalmente, qual genética estão usando. Para quem quer produzir leite com genética e qualidade, esse tour da ABS é fundamental”,  comemora o criador.

 

Agrolink com informações de assessoria