A rosa perfeita

RosaAs rosas são as flores mais vendidas do mundo e respondem por 50% do mercado internacional de flores de corte. Por este motivo os produtores envolvidos na sua produção sempre buscam novidades. É o caso de Adriano Rooyen, produtor há 20 anos em Holambra (SP) que todo ano lança um ou dois novos tipos de rosa no Brasil. Este ano ele optou pela blueberry, uma variação da vermelha, que é a mais comercializada no mercado global.

A rosa blueberry foi desenvolvida pela empresa Nirp, de origem italiana. A cada ano a empresa disponibiliza aos floricultores brasileiros entre 15 e 20 novidades. Daniel se encantou tanto com a beleza da flor, como com as características produtivas da espécie, que produz duas hastes por planta por mês, enquanto a média se situa em 1 haste e meia. “A cor é única. Não há nenhuma outra rosa como essa no mercado”, diz Rooyen.

A nova rosa está sendo lançada este mês no Brasil durante a Expoflora, exposição de flores que acontece em Holambra (SP). “Os decoradores acreditam que ela pode ser uma opção inovadora nos casamentos que acontecerem durante o horário de verão, período em que o dia é mais longo, uma vez que por ser escura não se destaca muito de noite”, comenta.

O produtor plantou 40 mil plantas da nova variedade. “É difícil tomar a decisão de investir em novidade porque nunca sabemos como o mercado vai reagir”, diz Rooyen, que cultiva 15 variedades. Entre plantar a muda e colher as rosas são gastos seis meses e a opção pela blueberry também se mostrou acertada sob o ponto de vista de resistência à doença. “Fazemos pouca pulverização”, diz.

Outros fatores que conferem à blueberry as características de uma “rosa perfeita” são a quantidade de pétalas – cerca de 45, enquanto a média é 30 – a haste longa, sempre mais procurada pelos decoradores e paisagistas, a boa durabilidade e o perfume, “que no Brasil é importantíssimo pois os brasileiros costumam escolher as flores com o nariz”, diz Maurício Torres, melhorista de rosas.

 Fonte: LUCIANA FRANCO