domingo, 26 outubro 2014
Início
Contato
Cotações
Política Rural
Sanidade Animal
Economia Rural
Novidades do Campo
Agronegócio
Meio Ambiente
Fazendas Produtoras
Informações Técnicas
Tecnologia de Produção
Eventos
Mapa do Site
separador.jpg
Esse assunto me interessa!
 
visitas.jpg
Visitas: 5075083
Bem Vindos ao site Noticias do Campo
banner1.gif
Plantio de maracujá é mais uma opção de renda em Tombos/MG

Aprove ImagemFamílias rurais do município de Tombos, na Zona da Mata, estão investindo no plantio de maracujá para diversificar a agricultura e garantir novas fontes de renda. O apoio vem da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater- MG), da Associação de Produtores Rurais Independentes de Tombos (Aprit) e da prefeitura

municipal que, em parceria, implantaram o Programa Diversificação da Agricultura para fortalecer a fruticultura local. O objetivo é buscar uma alternativa às práticas das culturas dominantes, centradas na cafeicultura e bovinocultura de leite e corte.

A escolha do cultivo de maracujá como objetivo do projeto foi resultado de uma avaliação técnica e econômica, segundo Emerson Adriano Silva, extensionista da Emater-MG,. De acordo com o técnico, o primeiro passo foi verificar a evolução dos pomares e como a fruta se adaptava ao clima da região. "Iniciamos o plantio de maracujá não irrigado em duas propriedades. O produtor teve todo um acompanhamento da Emater-MG, desde o manejo, plantio e colheita da fruta," relata.

A boa perspectiva de aceitação no mercado também incrementou o cultivo, segundo Emerson. O maracujá produzido é todo comercializado para uma fábrica de sucos, no município fluminense de Itaperuna. "O mercado de sucos é bom, o que torna a cultura viável. E Tombos tem uma potencialidade para produzir maracujá", explica Silva. De acordo com o extensionista, a indústria tem interesse em comprar maiores quantidades e isso tem animado o produtor. "O número de projetos para desenvolver a cultura aumentou a produção que começou pequena, hoje é o dobro”, ressalta. Cada hectare chega a produzir 15 mil quilos de maracujá e a renda familiar bruta pode chegar a R$ 6 mil por safra, afirma.

Plantio Consorciado

Outra vantagem do cultivo de maracujá é a produção consorciada a outras culturas. Na comunidade Chave Santa Rosa, por exemplo, o agricultor José dos Santos Silva aproveitou o espaço destinado ao plantio de maracujá para produzir também grão e hortaliças. “Com o plantio consorciado, aproveito melhor a área de minha propriedade. E, o feijão se adaptou muito bem com o maracujá. A produtividade é excelente”, elogia. Agradecido pela assistência técnica que tem da Emater-MG, o agricultor complementa: “a Emater é nossa parceira e trabalha junto com a gente para o crescimento de nossa produção”.

O produtor Sebastião Nogueira também parece confiante nos resultados das lavouras de maracujá. Ele iniciou o plantio da fruta em uma área de um hectare e a expectativa é de colher vinte toneladas de maracujá nesta safra. “O maracujá tem sido para os produtores uma boa alternativa de renda. Com essa produção, custeio os gastos e ainda tenho renda”, salienta. Sebastião Nogueira está entre os produtores que aproveitaram a linha de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para investir na cultura. Até o momento, sete projetos foram aprovados para o plantio da fruta no município, num total de R$ 56 mil, segundo o extensionista Emerson.

Mas os planos para fomentar o cultivo da fruta, em Tombos, não param. A Aprit já atua na perspectiva de abrir caminhos para uma melhor comercialização das safras, por meio do estímulo à produção da polpa de maracujá, pelos próprios produtores. No planejamento para o setor, elaborado pela Emater-MG, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura e a Aprit, a meta é expandir as áreas de plantio, hoje em cinco hectares, para dez hectares, até o final deste ano.

Além disso, a Emater-MG e a Aprit estão organizando para o mês de abril a 3ª Festa do Maracujá. Na programação, ainda em elaboração, estão previstos torneio de futebol, shows regionais, dia de campo e barraquinhas com comidas e bebidas típicas feitas a partir do maracujá, entre outras atrações.
 Governo do Estado de Minas Gerais
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
banner_rical.gif
anuncio.gif
anuncio.gif

Indicadores

Tempo